Sarau Etinerante | RAPadura Xique-Chico
2287
post-template-default,single,single-post,postid-2287,single-format-video,qode-social-login-1.1.2,qode-restaurant-1.1.1,stockholm-core-1.0.8,woocommerce-no-js,select-theme-ver-5.1.5,ajax_fade,page_not_loaded,vertical_menu_enabled,paspartu_enabled,menu-animation-underline,side_area_uncovered,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.2,vc_responsive

Sarau Etinerante | RAPadura Xique-Chico

Norte Nordeste Me Veste

O nordeste é poesia
Deus quando fez o mundo
Fez tudo com primazia
Formando o céu e a terra
Cobertos com fantasia
Para o sul deu a riqueza
Para o planalto a beleza
E ao nordeste a poesia.

(Trecho de Patativa do Assaré)

Em passagem por Belô, mais especificamente pelo Novo São Lucas – Aglomerado da Serra, para exibição do video que fizemos com nosso irmão Kdu dos Anjos no Centro Cultural Lá da Favelinha, tivemos o prazer de encontrar e compartilhar histórias com esse cabra doce feito RAPadura que fez da kombi seu palco e mandou uns versos pro mundo no Sarau Etinerante.

DSC_0066

 

Pra quem ainda não conhece a música de RAPadura Xique-Chico e pra gente que como a gente não se cansa de ouvir, segue abaixo essa pedrada! Vida longa irmão!

Norte Nordeste Me Veste

O nordeste é poesia
Tocou a mãe natureza
Com toda filosofia
Fez o sol e a lua
O sol quente a lua fria
Para o sul deu fartura
Para o centro, agricultura
Pro nordeste, a poesia.

(Trecho de Patativa do Assaré)