Sarau Etinerante | Enversos

EM VERSOS

Em uma dessas várias passagem por BH tivemos o prazer de colar no Sarau Comum que tava rolando no Espaço Comum Luiz Estrela. Uma noite pra lá de emocionante, primeiro por reencontrar vários amigos que fizemos nesse ano de estrada, depois por ver pela primeira vez o poetamultiartista Macoy Araí declamando o poema “Com portas” que era meu, fiz pra ele e hoje é dele.

No meio de tanto poeta bão (minas é foda) duas presenças se destacavam entre uma poesia e outra, harmonias, melodias, composições…Impressionavam não pela pouca idade, mas por um som maduro e ora experimental, além de uma voz e irreverência que nos deixaram realmente encantados.

Eram eles Gustavo Vaz (violão/voz) e Paige Williams (vocal), que compõem com outros quatro músicos a Enversos.

“…literalmente estamos do lado inverso do que pregam hoje em dia, e mandar ver a mensagem nos versos mesmo. Uma crítica social…uma crítica social totalmente poetizada e sarcástica…” – explicam.

Terminado o Sarau entre uma risada e outra eles visitaram nossa casa e fizemos esse lindo registro da música “João Brasileiro” no Sarau Etinerante, que desde que ouvimos não saiu da cabeça.

Enversos já nasceu pronto do voar. E nós seguimos daqui em todas as feiras felizes em vê-los levantando voo!

Um salve especial demais pros manos Betto Fernandes, Oliver Lucas e Vagabundo Iluminado que colaram junto e fizeram da roda terreiro pra poesia voar pra dentro também!

O registro é da JuJuliana De Castro Tonalezzi que esteve esses últimos meses conosco! Gratidão!

Tamo junto! Seguimos sonhando!

 

 

Deixe seu comentário :)