O Coletivo
3085
page-template-default,page,page-id-3085,qode-social-login-1.1.2,qode-restaurant-1.1.1,stockholm-core-1.0.8,woocommerce-no-js,select-theme-ver-5.1.5,ajax_fade,page_not_loaded,vertical_menu_enabled,paspartu_enabled,menu-animation-underline,side_area_uncovered,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.2,vc_responsive

Desde 2014 o Coletivo Etinerâncias atua a partir da prática diária, no fortalecimento das experiências autônomas de comunidades tradicionais (aldeias indígenas, quilombos, vilas costeiras e campesinas…) e espaços de resistência (ocupações, assentamentos, favelas) pelo Brasil e outros países da América Latina.

Através da convivência, do vínculo, da escuta e apoio à inteligência coletiva, luta pela valorização da articulação política feita “desde abajo”, no cotidiano, junto as/os reais protagonistas e foca no campo das relações, da memória, da agroecologia, do feminismo, do hackeo popular, da autogestão, do conhecimento aberto, da rebeldia, do bem viver, da soberania alimenta, da cultura viva e do comum.  Retoma e transforma os tempos cotidianos contra a fragmentação neoliberal.

A partir de metodologias sociais, ancestrais e digitais, reinventa o conjunto de estratégias desde as práticas cotidianas e da descolonização de nossos corpos, memória e território por meio de cartografias, sistematização e intercambio de experiências entre muitas.

Além disso, partilha seus dias junto às parteiras, erveiras, contadores de história, mestres griôs, raizeiras… E dedicam seus caminhos, como aprendizes e co-criadores da tradição oral e ancestral, a conexão da cultura viva, de pontos de encontro entre mundos por meio da pluralidade.